sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Seminário Final PNAIC 2015

Na segunda-feira, 30, mais de 140 profissionais da educação de oito municípios das Secretarias de Desenvolvimento Regional de Campos Novos e Videira participaram do Seminário final do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), organizado pela SDR Campos Novos, através da Gered, em parceira com as secretarias municipais de educação dos municípios de Abdon Batista, Brunópólis, Celso Ramos, Ibiam, Monte Carlo, Tangará, Vargem e Zortéa.

O evento aconteceu no auditório da Fundação Cultural de Campos Novos e contou com a participação da coordenadora do Pnaic no polo 3 e representante da UFSC, Clara Behvian que falou da necessidade do envolvimento dos professores no processo de formação continuada e de como o Pnaic gerou avanços neste três anos de atuação. “O Pnaic iniciou transformações na escola, principalmente num momento onde o aluno não recebe mais saberes prontos como há anos atrás. Hoje ele é o sujeito do saber e os professores precisam identificar e estimular os seus saberesfazeres.”, disse.

Além da coordenadora do Pnaic, a orientadora de estudos do Programa, do município de São José do Cerrito, Maria Iolanda Demeneck, também palestrou aos presentes. Outras apresentações dos municípios participantes, como contação de histórias, danças e músicas também abrilhantaram o dia de confraternização e troca de experiências.

Segundo a orientadora de ensino do Programa na SDR Campos Novos, Jozelene Delavi, o encontro foi além de proveitoso, importante para o fechamento deste ciclo deste terceiro ano de trabalho do Programa frente à educação. “O Seminário é um momento de reflexão dos saberes que são construídos ao longo dos anos de trabalho frente a este programa que modificou a realidade educacional no ensino fundamental. O Pnaic foi um divisor de águas para nossos professores, escolas e alunos”, disse.

Fonte do Texto:
http://www.sdrs.sc.gov.br/sdrcamposnovos 







Eleição dos Planos de Gestão Escolar

Aberta a votação de pais ou responsáveis, alunos e professores e servidores das unidades escolares da rede estadual, a escolha dos Planos de Gestão Escolar da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Campos Novos contou com a participação de 5756 votantes dos 8754 aptos a votar. Isso significa dizer que 66% dos pais, alunos e professores aderiu a escolha.

Dentre os segmentos, os professores e servidores foram os que compareceram de forma mais assídua nas unidades escolares da SDR Campos Novos, sendo que 85% fez a sua escolha. Entre os alunos, 79% votaram para a escolha dos Planos de Gestão, e apenas 48% dos pais ou responsáveis participaram do processo.

Dentre as unidades escolares da 8ª Regional, o Ceja foi a que teve a aprovação do Plano de Gestão da professora Sirlene Rayzer feita com maior índice, por 96% dos votos possíveis. A EEB Coronel Gasparino Zorzi, de Campos Novos teve o Plano de Gestão da atual diretora da escola, Solange Togni escolhido por 92% dos votantes, e a EEF Rafael Dal Pai, de Campos Novos, escolheu o Plano de Gestão da professora Raquel Foscarini com 90% dos votos possíveis.

Vale lembrar que nas três unidades escolares havia apenas um proponente. Entre as unidades escolares que tiveram disputa, o Plano de Gestão da EEB Professora Virgínia Paulina da Silva Gonçalves, de Monte Carlo, proposto pelo atual diretor da escola, Alexandre Dementovis, foi o que teve o maior índice de aceitação, com 89% dos votos possíveis. De acordo com a gerente de educação da SDR Campos Novos, Patrícia Tomazoni Pelentir a adesão dos votantes foi satisfatória, considerando que este foi o primeiro processo eletivo aberto aos Planos de Gestão Escolar.

“Penso que a comunidade escolar participou de forma ética e democrática deste processo que, por estar sendo implantado agora, sendo um processo novo gerou insegurança em algumas pessoas. Passamos por um momento importante, onde pais, alunos, professores e funcionários tiveram a chance de escolher que norte querem dar para a unidade escolar em que atuam.”, disse.

A eleição dos Planos de Gestão das unidades escolares da SDR Campos Novos que ocorreu na semana passada, transcorreu de forma tranquila, sem nenhuma ocorrência grave e que comprometesse o processo democrático. “Passamos pelo processo de forma tranquila, sem nenhum problema grave ou ocorrência que acabasse por desqualificar ou comprometer tanto os proponentes como o processo. Entendo que foi democrática e clara.”, avaliou Patrícia.

Fonte: 
http://www.sdrs.sc.gov.br/sdrcamposnovos/